seres_proposta_1200Artboard-20

PREVENÇÃO

A prática de sexo seguro é essencial tanto para as pessoas seronegativas como seropositivas. Evite os comportamentos de risco e descubra aqui os vários métodos preventivos que tem ao seu dispor.

5.1 | Sexo seguro e sero+

A prática de sexo seguro é essencial para as pessoas sero+ (seropositivas) se prevenirem do VIH e outras infecções sexualmente transmissíveis (IST). Quer o seu parceiro seja sero+, seronegativo, mulher, homem ou trangender, existem muitos motivos para considerar o sexo seguro e a prevenção.

Como sexo seguro para além do uso do preservativo (feminino e masculino), e de práticas que não envolvem a troca de fluidos, considera-se também a terapia como prevenção. Estudos (PARTNER eHPTN 052) revelaram que o início precoce da terapia antirretroviral reduziu o risco de transmissão do VIH em 96% entre casais serodiscordantes heterossexuais (sobretudo no sexo vaginal) – estudo HPTN 052;  e o estudo PARTNER revelou zero transmissões, sendo que zero transmissões não é o mesmo que zero oportunidades de transmissão. Para que seja eficiente a terapia como prevenção exige uma adesão óptima.

A prevenção do VIH e outras infecções sexualmente transmissíveis é essencial para evitar reinfeções (com outra estripe de VIH resistente à terapia que toma) ou coinfeções que fragilizam o seu sistema imunitário.

Atualmente ainda não existe uma cura para o VIH, apesar de decorrerem várias pesquisas abordando amplamente e diversificadamente a cura para o VIH. Para evitar o VIH só mesmo a prevenção.

Viver a sexualidade é importante mas também é essencial saber como praticar sexo seguro. Ao viver uma sexualidade responsável e segura será com certeza mais divertido porque evitará receios e sentimentos de culpa. Saiba como proteger-se e aproveite as sugestões sensuais!